Gestão

O que fazer para NÃO afastar meus clientes?

Publicado em 22 de agosto de 2018  •  por Casa da Estética

esteticista e clientes

O Brasil continua em 3º lugar no ranking dos países que mais movimentam os mercados da beleza e estética no mundo. Com essa colocação, o interesse pela área aumenta a cada dia e o número de profissionais de estética também, juntamente com suas clínicas ou espaços de atendimento. Mas a questão é: com tanta concorrência nesse universo, como manter minha clientela fiel e satisfeita? O primeiro passo é saber o que fazer para não afastar os seus clientes.

A seguir, listamos 4 ações para NÃO fazer no seu negócio de estética. No entanto, apontamos também a solução para essas atitudes nocivas. Confira:

1) Falta de higiene

Essa regra é básica: manter o seu local de trabalho, seus instrumentos e seu uniforme limpos é essencial para a saúde e segurança dos seus clientes. Um local com vestígios de sujeira é um convite para a presença de germes e bactérias, além de deixar uma baita má impressão. Faça a assepsia da sua bancada, tenha sempre uma autoclave para higienizar seus instrumentos de trabalho, mantenha o chão limpo e troque sempre lençóis e toalhas.

Atenção aos acessórios de biossegurança e itens descartáveis. Tenha sempre luvas, toucas e rolos de papel próximos de você e, assim que utilizar, descarte. Separe o lixo entre materiais reutilizáveis e os hospitalares para dar uma destinação mais consciente a eles. Importante: nunca reutilize géis condutores, cremes de massagem, ceras de depilação ou membranas protetoras de criolipólise. Você pode causar contaminação de bactérias ou alergias e, claro, afastar até clientes mais antigos.

Saiba mais sobre autoclaves aqui: http://bit.ly/autoclave_casadaestetica

2) Local desconfortável

Seu espaço de atendimento pode ser pequeno, mas precisa ter o mínimo de conforto. Organize o ambiente para que ninguém esbarre nos seus equipamentos (você pode optar por aparelhos com racks de rodinha para ajudar na mobilidade), derrube sua lâmpada ou se machuque batendo canelas ou braços em acessórios.

Para que você também tenha conforto e não desista de atender alguns clientes por conta de dores nas costas, pescoço ou braços, é preciso pensar na ergonomia do seu trabalho. Opte por macas, cadeiras e mochos reguláveis que se ajustem a sua altura. Outra dica é ter na sua clínica equipamentos que exijam menos esforço de você, como os de endermoterapia mecânica.

Veja mais sobre Hacks: http://bit.ly/racks_casadaestetica
Conheça o Cellutec: http://bit.ly/cellutec_casadaestetica

3) Equipamentos sem calibração

Já pensou ter uma clínica super equipada com os melhores aparelhos, mas começar a receber reclamações sobre a eficácia dos tratamentos? Baita problema, né? O motivo dessa insatisfação por parte de seus clientes pode ser a descalibração dessas tecnologias. Equipamentos eletroestéticos como ultrassons terapêuticos, unidades de correntes elétricas e de fototerapia, por exemplo, precisam ser recalibrados com frequência. A calibração devolve ao seu aparelho de estética os parâmetros de utilização sempre mais próximos possíveis de um modelo novo. Com isso, você evita que seu aparelho perca a eficiência, como quando os disparos ficam fracos e sem energia, fazendo com que o tratamento simplesmente não faça efeito, ou que os parâmetros estejam muito altos, causando queimaduras e outras intercorrências nos clientes.

Clique aqui e saiba mais sobre assistência técnica e recalibragem.

4) Mau atendimento ao vivo e pelas redes sociais

Nada pior do que ser mau atendido em qualquer estabelecimento, né? Muitas vezes, um erro técnico pode ser passível de desculpas, mas dificilmente é possível reverter uma má impressão passada após uma grosseria ou falta de tato. Profissionais de estética também lidam com saúde e é essencial que, principalmente por isso, tenham bom senso, cuidado e muita educação no trato com a clientela.

E isso vale também para as suas redes sociais ou as do seu centro de atendimento! Respostas mal educadas, com erros de português, repetidas e sem nenhuma humanização afastam tanto as pessoas que interagiram com você ali, quanto outros possíveis clientes que estão de forma oculta, observando seu atendimento online. Pesquise marcas e pessoas que você admira e as procure na web. Veja como elas se relacionam com os usuários e inspire-se nos bons exemplos.