Estética

Nova tecnologia: o poder rejuvenescedor do Plasma!

2 de maio de 2017  •  por Casa da Estética

jettplasma

O universo da estética usa e abusa de tecnologias baseadas em energias para melhorar o aspecto do corpo e da pele. Exemplos são as ondas de rádio, laser, ondas de choque, correntes elétricas, fototerapias e muitas outras. Quando se pensou que todos esses recursos já tivessem sido aproveitados, surge uma nova forma de energia que vai revolucionar os tratamentos estéticos: o Plasma!

Plasma é o quarto estado da matéria. Ele vai além do estado gasoso e isso acontece quando os elétrons são separados dos átomos, formando um gás ionizado. Ao ser gerado por uma corrente contínua, o plasma é capaz de atravessar a membrana celular porque induz a alteração da posição de seus íons. Depois de passar por ela, reequilibra seu potencial elétrico, deixando tudo voltar ao normal. Essa mudança faz a voltagem elétrica da membrana aumentar e, assim, ser tensionada. O resultado dessa ação estimula a produção de colágeno, fibras elásticas, melhora a pele danificada pelo sol, nivela rugas e a superfície da pele.

O equipamento Jett Plasma

plasma, casa da estética

O equipamento responsável por proporcionar essa tecnologia é o Jett Plasma Lift. Ele é o eletrocauterizador portátil que emite energia de plasma por meio de uma corrente contínua.  Ao aproximar o aparelho a cerca de 2 milímetros da pele do paciente, gera-se uma descarga de faísca. Para ser capaz de gerar a descarga de faísca, o ar, que contém elétrons livres, absorve uma grande quantidade de energia. Esse processo faz com que ele entre em colapso, deixando de ser isolante e passando a ser condutor de corrente elétrica. Com isso, o ar é ionizado e torna-se plasma. Ele também possui 3 aplicadores (plano, cone e ouro), com usabilidades diferentes.

O aparelho possui 8 níveis de intensidade. Com as forças que vão de 1 a 5, é possível permitir que profissionais de estética o utilizem, principalmente para rejuvenescimento da pele. A partir da intensidade 6, a capacidade de destruição das células é grande, portanto, o aparelho só pode ser utilizado por médicos. No entanto, o Jett Plasma é equipado com um sistema seguro em que a corrente da rede não atinge o gerador de plasma, evitando acidentes.

As indicações estéticas são para marcas na pele, pequenas verrugas, varizes e pequenos vasos dilatados, estrias, manchas senis, rugas e permeação de ativos. Além disso, o tratamento proporciona melhorias, como aumento significativo de colágeno tipo I, redução de fibroblastos do queloide nas áreas de cicatrizes, aumento dos fatores de crescimento e aumento da permeabilidade da pele.

Segundo a técnica de treinamentos da Casa da Estética, Amanda Hamaue, “por meio do peeling plasmático”, outro tratamento possível com o Jett Plasma, “conseguimos 3 tratamentos em 1: clareamento, melhora de rugas estáticas e aumento do tônus tissular. E, ainda, se ajustadas a ponteira e a intensidade, teremos o tratamento para telangectasias!”.

Hamaue aponta que o tratamento tem aplicação rápida e, por isso, o retorno do investimento também é. O preço sugerido por sessão gira em torno de R$300,00 a R$ 450,00 e o numero de aplicações é de 3 a 6, com intervalo de 15 dias.

Dentre as indicações médicas, estão problemas como angioma senil, verrugas e telangiectasia. Mas o que nem profissional de estética, nem médico pode realizar é o tratamento em quem tem marca-passo, sistema de monitoramento de pressão arterial, dispositivo elétrico implantado, implantes de metal na área de tratamento, epilepsia e gravidez.

No site da Casa, você pode saber mais sobre o Jett Plasma. Clique aqui e saiba mais!

investimento centro estético