Estética

Pump: tudo sobre o “empina bumbum” para o profissional de estética

28 de novembro de 2018  •  por Casa da Estética

empina bumbum pump

No mundo da estética, há sempre os procedimentos que são tendência de acordo com a época do ano. Quem aproveita esse timing e oferece os melhores serviços atrai mais clientes e vira referência na sua região de atendimento e até mesmo no mercado. Com a chegada do verão, um dos procedimentos em alta é o pump up, mais conhecido como “empina bumbum”.

Para que você saiba tudo sobre a técnica antes de levá-la para o seu centro de atendimento, separamos aqui as informações mais importantes sobre o assunto:

 

Afinal, o que é o Pump Up?

Ter os glúteos firmes e levantados deixa qualquer silhueta bonita, não é mesmo? É isso que pretende o Pump Up! A técnica utiliza ventosas que se adequam ao tamanho das nádegas e que devem ser ligadas a um aparelho de vacuoterapia. Com movimentos de compressão e descompressão, o Pump Up estimula a musculatura da região glútea, melhora a circulação, ativa o sistema linfático e, consequentemente, proporciona o efeito lifting. O procedimento é indolor e muito eficaz, mas não substitui a atividade física.

 

Como funciona a aplicação?

Primeiro, é importante saber que, para aplicar o protocolo “empina bumbum”, é necessário ter algum aparelho de vacuoterapia, como o Dermotonus Slim, e as ventosas, que podem ser vendidas juntas ou separadamente.

O primeiro passo é saber se o corpo do cliente está apto a receber o procedimento com uma boa avaliação. As contraindicações são:

  • Portadores de problemas circulatórios, como vasinhos e varizes, já que eles podem estourar durante a sucção;
  • Gestantes;
  • Pele muito flácida (flacidez tissular);
  • Pessoas com infecção cutânea.

Após a anamnese, é hora de começar a técnica! Conecte a ventosa ao aparelho com pressão negativa da vacuoterapia. O tempo de sucção deve ser de 15 minutos no modo contínuo ou 30 minutos no modo pulsado.

Com Pump Up, é possível visualizar a mudança da região na primeira sessão. A celulite fica menos aparente e a região, como um todo, mais empinada. Dependendo da rotina de atividades físicas e alimentação, os efeitos permanecem por mais tempo. Mesmo assim, é recomendado que o cliente feche um pacote de 6 a 10 sessões para a maior duração dos resultados.

 

É possível associar a outras técnicas?

Não só é possível, como é recomendado para potencializar os resultados do tratamento! No entanto, é indicada a escolha de somente uma técnica para combinar, por conta da hiperemia que as próprias ventosas causam nos glúteos. Alguns dos procedimentos que recomenda-se a associação são:

  • Massagem modeladora;
  • Endermoterapia;
  • Aplicação de corrente russa;
  • Radiofrequência.

A boa notícia é que o aparelho Dermotonus Slim também pode aplicar a técnica da endermoterapia. Ou seja, com um único equipamento, você consegue mais resultados para o seu protocolo.

 

Leia mais sobre o Dermotonus Slim.

 

Cuidados importantes e recomendações aos clientes

Como todo procedimento, o uso do Pump possui riscos. Caso a sucção seja muito forte, o sangue não circula mais na região, causando necrose. Por isso, é importante que as ventosas sejam de material transparente, para que o profissional de estética veja a pressão que está sendo feita.

Para ter certeza de que vale a pena comprar um Dermotonus Slim e o Pump, fizemos algumas contas de em quanto tempo o aparelho “se paga”. Clique aqui para ler ou baixe a calculadora inteligente da Casa da Estética.