fbpx
Estética

O que acontece com a pele no inverno?

  •  por Casa da Estética

Pele seca, Estética, Casa da Estética

Os dias frios e secos do inverno agridem bastante a pele. Ela perde o viço, podendo apresentar descamações, manchas, repuxamento, coceiras e rachaduras, além do sintoma mais comum: a pele seca. Reunimos, aqui, algumas informações para tentar esclarecer os motivos dessas reações.

 

Pele seca no inverno? Por quê?

As células da pele, por conta do frio, produzem menos colágeno e substâncias gordurosas. Isso leva a sua desidratação natural. A situação ainda é agravada pelos banhos quentes, a ingestão de pouca água e o uso de muita roupa.

Nesse momento, algumas doenças podem aparecer, como:

  • Dermatite seborreica;
  • Dermatite atópica;
  • Psoríase;
  • Ictiose vulgar.

 

Como prevenir os problemas de pele no inverno?

Já que a pele seca é causada pela falta de umidade, a dica é hidratar e muito! Usar cremes hidratantes, beber água, diminuir o uso do ar-condicionado e não se esquecer do protetor solar são fundamentais para ter a pele bonita nessa estação!

 

Outra é evitar banhos muito demorados e com água muito quente. Após o banho, inclusive, é interessante borrifar água termal no rosto para ajudar na hidratação e preparar a pele para receber um creme mais pesado.

E não deixe de ficar atento com o tipo de pele:

  • Pele seca: A pele que costuma ser ressecada sofre ainda mais no inverno. Por isso, o recomendado é intensificar a rotina de hidratação.
  • Pele oleosa: Vale incluir hidratantes mais potentes e diminuir na esfoliação no inverno. Quanto mais desidratada a pele estiver, mais óleo ela produzirá.
  • Pele mista: Limpezas de peles e hidratações profundas são as melhores indicações para esse tipo de pele. Assim, o aparecimento de cravos e espinhas é prevenido.

 

Tratamentos ideais

Saiba orientar suas clientes e seus clientes e aproveite para valorizar seu menu de atendimento nessa época do ano! Os tratamentos com peelings e lasers são ideais para serem realizados no inverno. Isso porque, como são procedimentos mais agressivos, acabam deixando a pele vulnerável no calor.

 

O frio dificulta o aparecimento de cicatrizes, então, é a época ideal para fazer procedimentos que têm como objetivo combater estrias, celulite, gorduras localizadas e flacidez.