Estética

Drenagem Linfática X Massagem Modeladora: Qual a diferença?

10 de julho de 2017  •  por Casa da Estética

drenagem linfática

As terapias manuais são as mais tradicionais na área da estética. Nelas, as mãos do profissional são as principais ferramentas de trabalho e isso torna as práticas mais acessíveis, humanizadas (já ouviu falar que o toque é terapêutico?) e, dependendo da indicação, tão eficazes como as de qualquer tecnologia. Dentro desse estilo de tratamento, existem duas modalidades que são as mais utilizadas pelos profissionais: a drenagem linfática manual e a massagem modeladora.

Apesar de, aparentemente, serem semelhantes, tanto a drenagem linfática quanto a massagem modeladora têm diferenças bem importantes. É necessário saber quais são esses pontos para poder aplicar corretamente cada técnica.

 

Veja a seguir as principais diferenças entre a Drenagem Linfática Manual e a Massagem Modeladora

drenagem linfática– Drenagem Linfática Manual: Trabalha para melhorar o fluxo linfático do corpo. Os métodos mais conhecidos são Vodder e Leduc. Eles consistem em técnicas de massagem com movimentos leves, contínuos e unidirecionais pelo corpo todo. Ajudam a eliminar as toxinas, ativam toda a circulação linfática e sanguínea, diminuem o inchaço, fortalecem o sistema imunológico, além de regularem a atividade intestinal. A DLM é indicada para tratar retenção de líquidos, edemas, linfedemas, acne, celulite e cansaço das pernas. É muito recomendada no período pré e pós-operatório, principalmente de cirurgias plásticas. Ela não exige cremes cosméticos com ativos específicos, mas podem ser utilizados alguns com formulação neutra para ajudar no deslizamento das mãos do terapeuta. Na primeira sessão já é possível sentir melhora no excesso de líquido, mas o ideal é que sejam feitos de 3 a 6 atendimentos para o sucesso do tratamento.

 

massagem modeladora ou drenagem modeladora– Massagem modeladora: Tem o objetivo de combater a gordura localizada, flacidez e promover a modelagem corporal. Nela, os movimentos são mais vigorosos e focados em regiões localizadas, onde há mais tecido adiposo. A maior intensidade da massagem melhora a circulação sanguínea e esvazia as células adiposas, sendo capaz de modelar as curvas do corpo. Aqui, cosméticos com ativos termogênicos ou com funções redutoras de medidas devem ser utilizados para complementar a técnica. Em uma sessão, a modelagem corporal já fica visível, mas o tratamento completo deve contemplar até 10 sessões, dependendo da avaliação do caso.

 

Especialistas indicam que a drenagem linfática manual e a massagem modeladora não podem ser feitas no mesmo dia, mas no intervalo de 1 dia já é possível receber a outra técnica. Outro ponto importante é que os movimentos das duas terapias não podem ser doloridos, nem deixar hematomas pelo corpo.

 

E para quem tem interesse em saber mais sobre Drenagem Linfática Manual e suas aplicações na estética, fique de olho no próximo curso que será realizado na Casa da Estética sobre o tema! Saiba mais clicando aqui.