fbpx
Gestão

18 anos de história e muitas lições para compartilhar

Publicado em   •  por Casa da Estética

“Não há vento favorável para quem não tem direção”. É com essa visão que a especialista em estética e administradora da Casa da Estética, Grazia Florenzano, dirige sua empresa há quase duas décadas. E hoje, quinze de dezembro, é uma data especial: a empresária comemora dezoito anos de atividade.

Motivos pra comemorar não faltam, até porque, empreender no Brasil não é das tarefas mais fáceis, manter uma empresa ativa por tantos anos, também não. Com tantas mudanças no mundo, na tecnologia e na forma de se relacionar com o consumidor, só permanece de pé quem consegue se destacar em meio à concorrência. Foi exatamente isso que aconteceu com a Casa da Estética.

IMG_0554

Grazia Florenzano, administradora da Casa da Estética.

Grazia é natural de São Paulo, filha de família de professores de Morigerati, cidade histórica na Itália (região da Campania). Sabe aquela pessoa que nasceu com perfil para vendas? É ela! Sempre almejou ter o próprio negócio, sabia exatamente onde queria chegar e, no mundo dos empreendedores, isso faz muita diferença.  “Na época que eu ainda estudava, eu já visualizava o letreiro com o nome Casa da Estética”, lembra.

Há uma frase no famoso livro ‘Alice no país das Maravilhas’, de Lewis Carroll que diz assim: “Quando a gente não sabe para aonde vai, qualquer caminho serve”. E é a partir desta frase dita com sabedoria pelo gato para Alice, que podemos reforçar que ter uma meta, um plano e objetivos bem definidos, já correspondem a 50% do sucesso. Quem quer empreender precisa saber: visualizar o que você quer é sempre o começo para trilhar o caminho certo.

Grazia não só sabia o que queria, como foi aprender na prática e na teoria o que era estética. Se formou no Senac e, em 1997, abriu a empresa. Nesta época, a sede ficava em frente ao Shopping Iguatemí, no bairro do Itaim bibi, zona sul de São Paulo. Três anos depois, mudou a empresa para uma sede maior, na Rua Wanderlei, no bairro de Perdizes, onde permaneceu por 13 anos. Até que se estabeleceu na Vila Romana, bairro que permanece até hoje. Quem já foi lá entende que o nome ‘Casa’ não é toa. Localizada em uma rua tranquila e arborizada, a unidade fica em uma casa linda que tem tudo que a gente gosta: aconchego, atendimento personalizado e qualidade.

fachada

Sede atual localizada no bairro Vila Romana (SP)

A ideia do nome de uma empresa tem relação com o conceito que ela acredita. Empresas com alma fazem do atendimento uma experiência. Desde o começo, a missão era clara: “o grande objetivo, desde aquela época, era poder disseminar o conhecimento prático e levar ao profissional de estética e saúde os melhores e mais modernos recursos para que eles desempenhassem seu trabalho de forma mais eficiente”, reforça. Ter uma missão definida e fazer com que ela saia do papel é outra dica pra quem quer empreender. Atualmente, a Casa da Estética é referência em tecnologia e conhecimento para a área da estética, reabilitação e saúde. “Aqui, o vendedor está junto com o cliente em todo o processo de compra, desde o pedido até a entrega. Atenção total ao cliente”.

Muitos especialistas acreditam que a gestão feminina é mais focada na construção de um bom ambiente de trabalho e na empatia, enquanto os homens tendem a ser mais estratégicos e racionais. Talvez a tese seja mesmo verdade. O Brasil é um país burocrático e empreender exige muita paciência e dedicação, por isso, só se mantém no mercado quem coloca alguns princípios em prática: “Nunca abri mão de ser ética, profissional e todo cliente que passou por aqui sabe disso”, destaca Grazia. Esta visão e postura culminaram com a formação do centro de treinamento desde o início com profissionais referência a disposição do cliente. Qualquer pessoa que compra na Casa, ganha treinamento exclusivo e gratuito para aprender a operar ao equipamento adquirido. “Entender a tecnologia, conhecer cada uso e os parâmetros corretos, tira a visão de que o profissional de estética é refém dos equipamentos”.

É com essa visão e com essas lições, que a Casa se consolida como uma empresa que tenta agregar valor à vida de seus clientes. E, mesmo em tempos de crise, é importante lembrar que com um trabalho bem feito você sempre sobrevive, como afirma Grazia: “quando a base é bem construída, não há vento que derrube: como o bambu que enverga, mas não quebra”, finaliza.

 

Quer empreender em 2016? Conheça 3 lições que deram certo com  Grazia Florenzano, administradora da Casa da Estética:

 

  • Foco: “Aquele que foca tem sucesso! ’Não há vento favorável para quem não tem direção’. Meu foco que eu nunca perdi: vender com qualidade”.
  • Organização: ”Sem organização os ganhos podem ser perdidos”.
  • Gentileza: “Gentileza é a cereja do bolo. Sem ela para coroar a conquista e a fidelização dos seus clientes, não adianta ter foco, nem organização”.